OBSTETRÍCIA E GRAVIDEZ DE RISCO

Você conseguiu realizar o sonho de engravidar, mas tudo ficou confuso depois que o médico avisou que os riscos serão um pouco maiores no seu caso. Esse é um cenário que deixa qualquer futura mamãe desesperada, mas sua gestação não precisa se tornar um pesadelo por causa do diagnóstico, não. 

As gestações, em sua grande maioria, seguem seu curso sem apresentar maiores problemas. Contudo, uma pequena parcela das mulheres pode apresentar algum agravo, formando o chamado grupo de "gestantes de alto risco". Apesar do peso que este título dá, sua parceria com o médico obstetra será a melhor solução. 

Para começar, o profissional escolhido para acompanhar esta sua trajetória será fundamental para o diagnóstico correto. "O pré-natal é um dos passos mais importantes para a mulher gestante, porque vai indicar ao médico os sinais da evolução não só da mãe, mas também do feto, que pode estar no grupo de maior risco", explica dr. Antonio Pera, que trabalha há mais de 30 anos com gestações de alto risco. 

Dr. Antonio Pera

Você conseguiu realizar o sonho de engravidar, mas tudo ficou confuso depois que o médico avisou que os riscos serão um pouco maiores no seu caso. Esse é um cenário que deixa qualquer futura mamãe desesperada, mas sua gestação não precisa se tornar um pesadelo por causa do diagnóstico, não. 

As gestações, em sua grande maioria, seguem seu curso sem apresentar maiores problemas. Contudo, uma pequena parcela das mulheres pode apresentar algum agravo, formando o chamado grupo de "gestantes de alto risco". Apesar do peso que este título dá, sua parceria com o médico obstetra será a melhor solução. 

Para começar, o profissional escolhido para acompanhar esta sua trajetória será fundamental para o diagnóstico correto. "O pré-natal é um dos passos mais importantes para a mulher gestante, porque vai indicar ao médico os sinais da evolução não só da mãe, mas também do feto, que pode estar no grupo de maior risco", explica dr. Antonio Pera, que trabalha há mais de 30 anos com gestações de alto risco. 

LASER NO PUERPÉRIO
Laserterapia pode auxiliar mães durante a amamentação
Tratamento promove cicatrização de fissuras e tem efeito analgésico
Aplicado nos mais diversos tratamentos estéticos, o laser também vem se tornando ferramenta para as mamães, já que consegue promover uma melhor qualidade de vida no pós-parto. O procedimento é seguro e, feito com um profissional, pode ser benéfico até na hora da amamentação. 
Muitas mães sentem dificuldade no aleitamento por conta das fissuras nos seios, que podem resultar em muita dor, incômodo e dificuldade na amamentação. O laser, aplicado de maneira adequada, estimula a cicatrização da área afetada. Já na primeira sessão os benefícios do tratamento podem ser sentidos pela paciente. 
O procedimento é realizado com o Therapy EC, equipamento fabricado com a mais alta tecnologia e que obedece a todas as normas mais recentes exigidas pela ANVISA - Agência Nacional de Vigilância Sanitária. No processo, o aparelho utiliza luz laser vermelha e infravermelha e tem diversas indicações de uso. 
Dr. Antonio Pera
Além da utilização nas fissuras mamilares, na apojadura e em mastites, o tratamento com laser também promove a melhora em pós-operatórios cirúrgicos, com o estímulo à cicatrização de tecidos pois estimula a síntese de colágeno e possui ação analgésica e anti-inflamatória. Pode ser aplicado para tratamento de mulheres que tenham dado à luz tanto por parto normal, ajudando na cicatrização do períneo, como de parto cesárea, auxiliando e abreviando a cicatrização do corte da episiotomia. O uso do laser é seguro, não invasivo, e tem poucas contraindicações: grávidas e pessoas com histórico de câncer de pele, por exemplo, não podem usar. A frequência do laser utilizada nos casos de períneo e das lesões geradas pela amamentação é baixa, bem diferente dos equipamentos cirúrgicos e dos utilizados para depilação.  Apesar de toda a segurança, a técnica só é válida e mais segura se aplicada por um profissional habilitado para tal. "O uso incorreto do laser pode acarretar  em queimaduras no corpo da paciente ou até mesmo mascarar um abscesso mamário”, alerta a enfermeira e doula Patrícia Pera, que faz aplicações de laser em pós-parto.
LASERTERAPIA

Laser Vaginal: Tratamento alternativo contra Menopausa e Climatério

Tratamento moderno dispensa o uso de hormônios para melhora de tônus e mucosa vaginal


Inevitável na vida das mulheres, a menopausa pode chegar carregada de sintomas nada agradáveis do climatério - período que precede a última menstruação e pode gerar desconfortos como ondas de calor, queda de cabelo, ressecamento de pele etc. Mas foi-se o tempo em que o fim da idade fértil era representação de dias de luta incessante contra os temidos sintomas. 

Com o avanço da ciência e da tecnologia, o laser passou a ser usado como ferramenta para que mulheres pudessem ter uma alternativa ao uso dos hormônios, a fim de terem  uma vida mais confortável durante o climatério e pós-menopausa. E a Clínica Pera tem se tornado referência na técnica, que é muito bem recebida por pacientes que tinham entre suas maiores reclamações a baixa qualidade na vida sexual.

Dr. Antonio Pera

Secura vaginal e atrofia estão entre os sintomas que mais incomodam as mulheres no período da menopausa. A deficiência em estrogênio também pode resultar em perda da libido, coceira e até dor durante o ato sexual, mas todas essas 'barreiras' podem ser controladas com o uso do laser, que promove um rejuvenescimento vaginal com a emissão de CO2 fracionado. 

O colágeno da região vaginal tem sua produção estimulada, o que resulta em uma melhora em diversas características da região genital, como o aumento do tônus, recuperação da elasticidade, espessura e lubrificação na vagina. O laser tem ainda como vantagem uma aplicação rápida, indolor e sem a necessidade de cortes ou uso de anestesia. 

Deve-se lembrar também que o laser tem sido fundamental em mulheres que têm contra-indicações no uso de hormônios para o tratamento dos sintomas do climatério e menopausa, como é o caso das pacientes com histórico de câncer de mama. Além disso, a reposição hormonal pode não ser tão eficaz no combate do envelhecimento da região genital. 

O laser aplicado na mucosa vaginal pode atingir camadas mais profundas, resultando em benefícios que ajudam a melhora a vida sexual da paciente e também em sua auto-estima. Além da manutenção do tônus e mucosa, o tratamento ainda se mostra eficaz no tratamento de lesões na vulva, incontinência urinária leve, tratamento de cicatrizes hipertróficas e clareamento da vulva. 

A Clínica Pera conta com profissionais qualificados e superpreparados para atender às necessidades de mulheres que desejam melhora considerável pré ou pós-menopausa. Especializado em Ginecologia e Obstetrícia, o espaço comandado pelo Dr. Antônio Pera tem equipamentos de última geração para tratamentos com laser e o atendimento especializado com mais de 35 anos de história com saúde da mulher.

GINECOLOGIA

Através de extames clínicos como: toque vaginal, especular, exame clínico de mama, papanicolau, colposcopia, vulvocospia e videocolposcopia.

Dr. Antonio Pera